Coronavírus e saúde mental: Como manter o controle no período de quarentena?

Especialistas da Pró-Saúde fornecem dicas sobre como lidar com o medo e a ansiedade causados ​​pelo período de isolamento social durante a pandemia. Coronavírus e saúde mental: Como manter o controle no período de quarentena?

 

O surgimento do novo coronavírus (Covid-19) mudou os hábitos da vida de muitas pessoas em todo o país. Por conta do distanciamento provocado pelo isolamento social, além da quantidade de informações cada vez maior (incluindo fake news), pode causar transtornos psicológicos negativos.

Em resposta a esse momento, os profissionais que atuam na unidade Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas do país, têm proposto algumas medidas preventivas para manter uma boa saúde mental durante a pandemia.

Arthur Zanelli, psicólogo do Hospital Regional Sudeste do Pará, em Marabá, disse que é essencial manter uma atitude positiva: “Para quem está em isolamento é necessário que seja criado um ambiente favorável em casa. Para passar o tempo, deve-se criar uma rotina saudável e se dedicar a ações que sempre gostou de fazer e não tinha tempo, como ouvir música ou ler um livro. São mecanismos que irão ajudar a afastar a ansiedade, contribuindo para que esse período não seja encarado como prisão”, explica.

Com o Covid-19, algumas pessoas podem apresentar sintomas psicológicos, como aumento do estresse, depressão, insônia, desatenção e irritabilidade, o que pode prejudicar sua saúde. “Devemos nos reorganizar e adaptar a essas mudanças, com resiliência e equilíbrio emocional. Ficar em casa não é simples para quem era acostumado a uma rotina intensa, portanto, aproveite esse momento para se reconhecer, readaptar e se reinventar”, comenta a psicóloga clínica Nailsa Oliveira.

Para Andreza Oliveira, psicóloga do Hospital Yutaka Takeda em Parauapebas (PA), com o advento do Covid-19, as pessoas tendem a ficar mais nervosas e angustiadas. Nesse caso, alguns sentimentos como medo, raiva e ansiedade serão muito estimulados. A profissional explica que a raiva é um sentimento normal de proteção, mas que pode causar grande conflito e estresse em algumas situações. “É preciso tomar cuidado para não sair atacando indiscriminadamente todas as pessoas que estão a sua volta e ficar com as relações prejudicadas. É preciso muita maturidade e auto-observação para evitar atitudes impulsivas, explosivas e destrutivas”, ressalta Andreza.

 

Alimentação e exercícios

Nesse período, outra atitude básica é manter uma alimentação saudável para fortalecer o sistema imunológico. Sabrina Coelho, nutricionista do Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória (ES), explica que a alimentação adequada não previne o coronavírus ou qualquer outro vírus, mas pode fornecer nutrientes e mantém a função de todos os órgãos e sistemas em harmonia.

Para a profissional, é importante observar os alimentos que são consumidos, pois quando muitas pessoas estão em casa, a maioria não pratica atividades físicas, e a chance de engordar aumenta bastante. “É um período bem delicado e a tendência é consumir mais alimentos. É importantíssimo evitar frituras e excesso de açúcar e dar preferência para alimentos ricos em antioxidantes, como frutas, verduras e legumes. Além disso, é indispensável beber, no mínimo, dois litros de água por dia, além de suco natural de fruta e chás”, explica a nutricionista.

 

Cuidados com a saúde mental

A Organização Mundial da Saúde (OMS) listou algumas medidas para lidar com a pressão criada pela pandemia do Covid-19. As orientações são destinadas à população em geral (jovens, adultos, idosos, pessoas com doenças pré-existentes) e aos profissionais de saúde, da seguinte forma:

– Seja empático com todos aqueles que são afetados, dentro e provenientes de qualquer país;

– Atualize-se apenas em fontes confiáveis e em horários definidos uma ou duas vezes por dia;

– Mantenha uma rotina diária de leituras profissionais e pessoais;

– Faça atividades físicas regularmente em casa;

– Encontre formas de ser otimista e propague essa ideia;

– Ajude as crianças a expressarem, de forma positiva, seus medos e ansiedades.

– Homenageie e aprecie o trabalho dos cuidadores e dos agentes de saúde, que estão apoiando os afetados pelo novo coronavírus em sua região;

– Se você tem alguma doença ou síndrome, certifique-se de que seus medicamentos estão disponíveis para uso. Ative seu grupo de amigos para pedir ajuda, caso necessário.

– Para os profissionais da saúde, o gerenciamento da sua saúde mental e o seu bem-estar psicossocial, durante este momento, é crucial para que você possa manter sua saúde física também.

 

Fonte: https://www.blogdasaude.com.br/coronavirus-e-saude-mental-como-manter-o-controle-no-periodo-de-quarentena/

 

Gestores de Rh e planos de saúde Tenha o App VIC como um diferencial.

Posts Recomendados