Higiene bucal pode ser grande aliada da saúde do coração

Ao falar da saúde do coração, muitas pessoas automaticamente já pensam em exercícios e uma boa alimentação. 

De fato, esses são aspectos fundamentais para evitar problemas cardíacos. Contudo, é possível unir outros hábitos para garantir um melhor resultado, como a higiene bucal.

Muitas pessoas se enganam achando que a saúde bucal afeta apenas os dentes, ou a região da boca. Contudo, ela vai muito além! 

Neste texto, vamos te ensinar qual a é a relação da higiene bucal com a saúde do seu coração. Continue lendo para saber mais! 

 

O que uma má higiene bucal pode causar?

Uma má higienização ou a falta dela pode causar problemas muito além do mau hálito ou a cárie. 

Existem algumas doenças cardíacas que podem ser causadas ou potencializadas devido a falta de cuidados necessários com a sua boca.

Confira os riscos mais recorrentes: 

 

Doenças cardiovasculares 

Uma má higienização pode fazer com que haja um grande acúmulo de germes e bactérias em nossa boca. 

Esse fator pode ser determinante para que esses vilões entrem dentro do nosso organismo, podendo causar infecções e inflamações que ao atingir o sistema cardiovascular, pode se resultar em obstruções de artérias e até mesmo, um derrame cerebral. 

 

Endocardite

Esta doença trata-se de uma infecção no interior do coração, podendo fazer com que ela se alastre e o órgão pare de funcionar. 

Assim como o exemplo anterior, a falta de uma boa higiene bucal faz com que haja um grande acúmulo de germes que, por meio das placas bacterianas,  podem chegar ao ponto de se expandir para a corrente sanguínea e, assim, prejudicar o endocárdio.

Sem dúvida alguma, a boca de uma pessoa é a porta de entrada de muitas doenças. Uma boa escovação junto a um acompanhamento periódico com um dentista pode te ajudar a criar uma espécie de barreira, impedindo que essas bactérias se acumulem. 

Assim, você está protegido e não terá nem que se preocupar com questões como “implante dentario preco medio” ou então, um tratamento para contornar uma doença cardíaca. 

 

Por que investir em minha saúde bucal?

Assim como falamos anteriormente, a falta de cuidados com a saúde bucal pode afetar diversos pontos do nosso organismo. Mas isso não é tudo. 

O seu humor e sua autoestima também podem estar correndo risco. Afinal, problemas de saúde tendem afetar drasticamente o dia a dia de uma pessoa. 

Por isso, vamos te ensinar algumas dicas de como ter uma boa saúde bucal e garantir que todo o seu corpo funcione bem! 

 

Afinal, como cuidar da saúde bucal de forma correta?

Agora que você já têm ciência da relação da sua saúde bucal com a saúde do seu coração, chegou o momento de descobrir como realizar uma boa higiene bucal e garantir que você está se protegendo corretamente. 

Vamos lá?

 

Troque de escova regularmente 

Esse é um ponto essencial para garantir que você estará protegido de germes e bactérias em sua boca. Porém, é um hábito que poucas pessoas possuem. 

Uma escova de dente tem vida útil de no máximo três meses. Mesmo que ela aparente estar em boas condições, não é nem um pouco higiênico ultrapassar esse tempo. 

Isso porque conforme o tempo vai passando, o número de bactérias acumuladas entre as cerdas pode ser enorme. 

No momento de escolher, prefira as que possuem cerdas macias e que não agridem nem a sua gengiva, nem desgaste o esmalte de seu dente. 

Assim, você não irá ter problemas futuros como o desgaste de lente de contato dental ou com feridas na gengiva devido o material das cerdas. 

 

Não tenha pressa e nem brutalidade

Uma boa escovação não está ligada com a força aplicada ou então na rapidez dos movimentos. 

Por isso, faça movimentos circulares e sem força em todo o seu dente, não deixe nenhum de fora. Especialistas apontam que uma boa escovação dura de 2 à 5 minutos. 

Caso você leve menos tempo do que isso, saiba que algo está faltando.

 

A língua também faz parte

Muitas pessoas só ficam nos dentes, mas se esquecem que a língua é um local que se não higienizado, pode se tornar um grande depósito de germes e bactérias. 

Durante a escovação, certifique-se de que ela também está limpa e não se esqueça, movimentos suaves e sem pressa. 

 

Não esqueça o fio dental

O fio dental é fundamental para remover aquelas sujeiras localizadas em locais que a escova não alcança. Vale ressaltar que o fio dental é capaz de prevenir doenças gengivais como a gengivite. 

Pular esse passo anula todos os processos anteriores. Afinal, um hábito depende do outro. 

 

Tenha um acompanhamento profissional

Além de ter todos esses cuidados em casa, é essencial que você se consulte com um dentista regularmente. 

Isso porque você pode prevenir que um simples incômodo em seu dente se torne uma cárie tão agressiva que faça com que ao invés de você ter uma consulta preventiva, seja preciso você ir às pressas para saber “quanto custa um implante dentario” porque você terá que extrair o dente por completo.

 

Como encontrar o dentista ideal?

Saber qual é o melhor dentista para o seu caso é muito mais do que apenas pesquisar por um procedimento como “clareamento dental preço”, clicar no primeiro link e marcar uma consulta. 

É preciso pensar em todos os detalhes e entender se aquele consultório tem ligação com o que você precisa e também admira em um profissional. 

Faça uma pesquisa prévia sobre o local, converse com o dentista que irá te atender, faça perguntas sobre como funciona a avaliação e até mesmo, se tiver, saiba se ele cobre ou não o seu convênio dental. 

Por fim, deixamos a dica para que você comece a criar um hábito preventivo. Dessa forma, o seu coração e sua boca estarão protegidos. 

 

Este conteúdo foi produzido por Mayara Santos, redatora na empresa Vue Odonto

Gestores de Rh e planos de saúde Tenha o App VIC como um diferencial.

Posts Recomendados